sábado, 3 de novembro de 2018

[Livro/ Tag Inéditos] - A vendedora de livros - Cynthia Swanson


Photography by @agarotaraivosa on Instagram



O terceiro envio da Tag - Inéditos para seus assinantes foi a obra surpreendente de Cynthia Swanson, A vendedora de livros (2015) nos apresenta Kitty Miller, uma mulher solteira e independente que, com sua melhor amiga, Frieda, dirige a livraria Sisters. Quando a noite vem, entretanto, a protagonista começa a sonhar com uma vida paralela, na qual é casada com um marido maravilhoso, é mãe de lindas crianças e vive em uma mansão. Em certo ponto da história, os dois mundos começam a se confundir, de forma que a protagonista e/ou o leitor não conseguem identificar qual a realidade.


Ao finalizar a leitura desta obra, corri para os grupos e fóruns querendo saber se as outras pessoas gostaram desta obra tanto quanto eu.

Para minha surpresa, li dezenas de comentários negativos, fiquei triste não nego, em alguns momentos tive a impressão de que alguns leitores não gostaram  da forma como o autismo de um dos supostos filhos da protagonista foi retratado, principalmente como o relacionamento entre mãe e filho se desenvolveu. As dificuldades enfrentadas pela protagonista em relação ao Transtorno do Espectro Autista de seu filho causou certa antipatia pela personagem.

Sinceramente não sei se fui deslumbrada pela leitura fluida e fácil, ou talvez por meu histórico com crianças portadoras do TEA e minha paixão por livros, mas particularmente gostei muito desta obra, a forma como a humanidade, as fraquezas e defeitos dos personagens foram mostrados  me encantaram.

Apesar de não surpreender, o enredo atrai ao descrever a cidade de Denver nos anos 60, não de forma física, mas o clima cotidiano e o ritmo que embalava a vida dos cidadãos americanos. A Vendedora de Livros me envolveu a cada capítulo,  cada angústia, impotência sentida pela personagem ao se encontrar perdida entre dias vidas. Questionamentos são feitos durante a leitura, acredito que esta é a intenção da autora, levantar questionamentos acerca dos desejos e escolhas da personagem. 

Qual das duas vidas é a real? Qual das realidades a protagonista deseja que seja real? Em ambas as realidades exitem perdas e ganhos, como leitores, nos resta descobrir qual das duas vidas é real juntamente com a própria Kitty. A autora, apesar de fornecer dicas durante a leitura, só nos revela a verdade em suas últimas, nos surpreendendo apesar do enredo previsível.

Eu realmente amei a Vendedora de Livros e sem dúvida é uma leitura para a qual retornarei, foi uma experiencia imersiva maravilha que pretendo reviver. Sem duvida uma bela escolha da Tag para seus associados.

Gostou? Confira a playlist criada pela TAG para este livro no Spotify!



Quer receber em casa os lançamentos dos livros mais amados e ainda inéditos no Brasil todo mês em casa? A TAG Inéditos foi feita para você! #OfertaTAGLivros  #IndiqueLivros 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opa! Seu comentário é bem vindo (comentários contendo pornografia, palavrões, ofensas raciais, misóginas e homofóbicas serão deletados)