segunda-feira, 20 de maio de 2019

[Livro] A teoria do jardim - Dora Ribeiro



Difícil a vida não é mesmo?

Pois é querido leitor, faz um tempinho que estive por aqui para dividir algo. Hoje resolvi retornar pois finalmente consegui voltar a  ler. Como assinante desses clubes de assinatura de livros nem sempre tenho conseguido manter a leitura em dia e os livros tem se acumulado na minha grande muralha de livros daqui de casa.

Sinceramento não tenho encontrado nenhuma leitura que prendesse a minha atenção e que eu conseguisse terminar, fiquei bem chateada com isso e desde então tenho tentado algumas variações de leitura para tentar votar ao ritmo de leitura normal.

Durante esta pausa eu consegui ler  algumas HQ's e Graphic Novels, tentei ler um livro de contos que emprestei de uma biblioteca mas não deu muito certo, e a minha odisséia terminou quando comprei dois livros de poesia por impulso, tudo na tentativa de destravar. Durante este período eu também acabei consumindo uma série asiática (Dorama) chamada Romance is a bônus book e que você pode , disponivel na Netflix e bem, tudo isso nos trouxe até aqui.

Eu não sou uma pessoa de poesia. Não tenho nada pessoal contra este tipo de literatura inclusive acho-a uma forma de expressão bastante importante. Mas a verdade é que eu não entendo poesia. As quebras de linha em lugares gramaticalmente desnecessários, a desconexão entre a realidade e o texto, simplesmente não fazem sentido para mim.

Eu entendo as figuras de linguagem, as licenças poéticas e/ toda a parafernalha que acompanha a subjetividade, mas, caros amigos, tudo tem limite hahaha.

Sinopse: O titulo do livro já aponta para um programa de trabalho - trata de elaborar uma teoria da poesia vista como o jardim que se desdobra em paisagens do passado e do presente e nas quais está gravada a marca do corpo e das experiências amorosas.


Ao terminar de ler a obra pensei: Okay, peguei pouca coisa, vou começar novamente.
E foi o que aconteceu, apesar das poucas 92 páginas e 74 poemas, confesso que tive trabalho em avaliar esta obra. Resultado? Tive que relê-la várias vezes.

De fato, "a teoria do jardim" é um livro que convida à releitura imediata. Dificilmente eu perceberia, em apenas uma leitura, que a obra fala sobre sexualidade, à princípio esperei versos mais efêmeros, ligados à natureza, à vida ao ar livre. as logo percebi que os versos de Dora Ribeiro vão além da natureza comum, se é que posso assim dizer. A autora exalta os processos químicos e físicos que envolvem o ato sexual, a atração física. Evocando as ciências da natureza para desenhar e tentar desenvolver esta teoria da necessidade do corpo, corpo este, que é citado nos poemas das mais diversas formas. Dora cita também obras e autores consagrados da literatura brasileira e mundial, na clara intenção de ilustrar seus pensamentos e nos casua certa familiaridade e evoca nossa memória afetiva em relação à estas obras.

Por fim, este é um livro para poucos, é necessário análise, paciência, carga emocional e bagagem literária para absorver esta teoria em toda a sua essência. Acredito que farei uma releitura em breve da obra, pois sinceramente me senti despreparada para absorver o que Dora tinha para mim.

Abraços, espero que você leitor de poesia, ou aventureiro como eu adquira e se aprofunde nas ciências naturais evocadas por Dora e desvende a Teoria do Jardim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opa! Seu comentário é bem vindo (comentários contendo pornografia, palavrões, ofensas raciais, misóginas e homofóbicas serão deletados)