sexta-feira, 9 de agosto de 2019

[Livro] O Jardim das Palavras - Makoto Shinkai e Midori Motobashi




O Jardim das Palavras ou  Kotonoha no Niwa ou Garden of  Words  é uma animação de 46 minutos lançada em 2013 dirigido por Makoto Shinkai, e tem como plano de fundo o Jardim Nacional Shinjuku Gyoen, já versão em mangá foi lançada no Brasil pela NewPop em 2016 com a arte já conhecida de  Midori Motobashi e a tradução excelente de Sayuri Tanamate.


Independente do formato, animação ou mangá, esta é uma história inspiradora, reflexiva que mais parece uma poesia. O mangá volume único "O jardim das palavras", surgiu depois do filme homônimo e é uma história tocante entre um casal que é unido pela chuva. O estudante Takao Akizuki sonha em ser sapateiro e passa os dias de chuva cabulando aula e desenhando modelos enquanto Yukari Yukino é uma mulher misteriosa que foge de seu trabalho nos dias chuvosos e que carrega uma grande tristeza no peito. Os personagens se encontram em um parque em um dia no qual ambos tentam fugir de suas vidas e desenvolvem uma conexão especial.


Fui surpreendida pelo enredo e conclusão da história (sim, eu sei, os finais felizes água com açúcar americanos me estragaram) e eu, que costumo adivinhar os finais clichês fiquei muito feliz em não conseguir imaginar o final desta obra linda. 


O primeiro sentimento que tive em relação aos personagens foi estranheza. Akizuki é um adolescente estranho, antissocial, introvertido, e que possui um hobby não muito comum. Sua fixação por pés e calçados me deixou preocupada à principio em estar lendo um mangá sobre algum fetiche por pés (há quem goste, mas não é a minha praia). Mas logo essa sensação ficou para trás.


Com o desenvolver da história, que começa lenta, explorando o ambiente e as reflexões do protagonista, percebemos que a fixação do jovem tem muito a ver co o sentimento de família que se perdeu para ele com o tempo e o hobby de criar sapatos tornou-se a forma na qual o personagem encontrou de possuir este sentimento de volta. Eu quis desgostar do protagonista à principio por não entender sua motivação. Refletindo melhor, ele se encontra em um momento no qual todos os adolescentes de sua turma sabem qual profissão seguir e já tem planos para o futuro enquanto ele quer ser apenas um simplório sapateiro, o conflito interno, as duvidas são impossíveis de evitar.



Na via contrária de Akizuki temos Yukino que é uma mulher madura, com profissão e emprego definido mas que não encontra sentido nas escolhas que fez e pensa em abandonar tudo que construiu. Decepcionada com o que a vida lhe reservou, Yukino tem em seus encontros com Akizuki um momento para respirar de sua vida. Juntos os dois aproveitam momentos de silencio, comem, trocam experiências e aprendem um com o outro.



Não considerei a história dos dois um romance romântico, mas uma história sobre amizade, sobre superação, aceitação. Este é um mangá cheio de camadas que, apesar de curto, nos toca. Foi uma boa compra, como já tenho comentado pelo Instagram, tenho gostado bastante das publicações da NewPop.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opa! Seu comentário é bem vindo (comentários contendo pornografia, palavrões, ofensas raciais, misóginas e homofóbicas serão deletados)